Vila Galé investe 120 milhões no hotel em Cachoeira do Campo


Além de ofertar 120 vagas de empregos aos jovens do município e distritos

Notícia publicada em 29/11/2023
por Vanência Magela


Imagem: Nathália Souza

Economia movimentada, preservação do patrimônio histórico, fomento do turismo e valorização da cultura. São esses os pontos-chave da instalação da rede hoteleira Vila Galé em Cachoeira do Campo.

Ontem, 28, na coletiva de imprensa realizada no futuro hotel da Vila Galé, foi anunciado o investimento de 120 milhões na construção do hotel e dois quartos modelos foram apresentados ao público. E ainda, 120 vagas de empregos destinadas aos jovens, que serão treinados para atividade hoteleira no Vila Galé, foram prometidas pelo presidente do grupo, Jorge Rabelo. Diante disso, vale ressaltar que, a secretaria de Desenvolvimento Econômico Inovação e Tecnologia, em parceria com o Sine, irá auxiliar na captação das vagas para os jovens, bem como na oferta dos cursos de qualificação.

O hotel é o primeiro empreendimento do grupo português em Minas Gerais. No terreno escolhido, funcionaram o antigo colégio Dom Bosco e o primeiro quartel da história da Polícia Militar mineira, no século XVIII. A previsão de inauguração é para o fim de 2024.

O resort Vila Galé contará com 300 quartos, dois restaurantes, dois bares, sete salas de convenções, para grandes eventos, auditório, capela, biblioteca, sala de jogos, Spa Satsanga com piscina interior aquecida e sauna. Para o lazer, os hóspedes terão o Clube Infantil NEP com parque aquático, lago, ecoturismo, tirolesa e biblioteca. Além disso, a antiga piscina olímpica do terreno, será transformada em uma estação de tratamento de água e esgoto própria do resort.

O prefeito Angelo Oswaldo reforçou a boa fase do turismo em Ouro Preto e como esse empreendimento é valioso para todo o Estado. “Termos um hotel de bandeira internacional, é um ponto extremante positivo para internacionalização do nosso turismo. Precisamos do apoio do Governo do Estado nos investimentos na infraestrutura das nossas estradas para o êxito, não só do Vila Galé, mas de todo o trade turístico que atua aqui na região central de Minas Gerais”.

Jorge Rabelo, presidente do grupo Vila Galé, contou o motivo pela escolha da cidade. “É impossível não ficar encantado com Ouro Preto, é uma cidade fabulosa, muito bem cuidada, o prefeito tem feito um trabalho ótimo. A região também é muito bonita, a vista dessa propriedade, o rio a correr lá embaixo, é uma coisa encantadora”.

Sobre as vagas de trabalho, Jorge respondeu que: “Em primeiro lugar, é mais confortável termos gente que mora aqui por perto, em segundo, é nossa obrigação dar oportunidade a quem nos recebe. E, como há muita juventude hoje a procura do primeiro emprego, nossa aposta é criar emprego para esse público que queira fazer carreira na hotelaria”.

Leônidas Oliveira, secretário de Estado da Cultura e Turismo de Minas Gerais, enfatizou ser uma ação que beneficia a todos. “O Vila Galé é uma bandeira internacional e faz uma promoção conjunta, do seu hotel e dos destinos onde ele está. Vale ressaltar que hotéis são economias limpas e essa região tem uma vocação clara, de uma herança deixada pela mineração, mas aqui, agora, também é uma solução pela beleza do nosso turismo e em um lugar onde é patrimonio de Minas, do mundo, da Unesco”.

A coletiva de imprensa contou com a participação do prefeito Angelo Oswaldo, do secretário de Turismo e Cultura, Flávio Malta, da ex-prefeita, Marisa Xavier. Representando o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, Luciane Andrade, do secretário de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas Oliveira, do presidente do Vila Galé, Jorge Rebelo, da secretária de Comunicação do Estado, Barbara Botega e representando o Ivest Minas, Anamélia Tagliaferri.

 

 

Texto e Revisão: Nathália Souza



Álbum de fotos

Receba notícias da Prefeitura

×