Beleza e emoção marcam as celebrações da fé na Semana Santa em Ouro Preto


Notícia publicada em 13/03/2019
por Gilson Martins


Imagem: Ane Souz

Por Victor Stutz

Encerrando o ciclo dos festejos carnavalescos, Ouro Preto já inicia os preparativos para uma das mais belas expressões da fé e da cultura mineira, a tradicional Semana Santa. Na histórica cidade, toda a população se mobiliza seguindo fielmente o costume bicentenário, que promove a alternância na organização das celebrações entre a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, nos anos ímpares, e a Paróquia Nossa Senhora do Pilar, nos anos pares.

Procissões, ofícios e celebrações se sucedem nos diversos templos espalhados em sua paisagem setecentista, e mesmo antes das cerimônias principais da Semana Maior, que acontece quarta, quinta e sexta-feira santas, sábado e domingo de Páscoa, a cidade já respira religiosidade.

A preparação começa com o Setenário das Dores, 06 a 12 de abril, um ritual litúrgico celebrado em latim, com cânticos compostos nos séculos 18 e 19. A devoção se instalou em Ouro Preto com a chegada da Ordem Terceira dos Servos de Maria, na segunda metade do século XVIII. No último dia, uma procissão percorre as ruas levando a imagem da Mater Dolorosa da Igreja das Dores para a Igreja das Mercês de Cima, onde é recebida pelos fiéis com o canto do “Inflammatus”.

Já no sábado, 13, após a missa na Basílica do Pilar, a procissão do Depósito de Nosso Senhor dos Passos segue até a igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões, a chamada Mercês de baixo. À entrada da imagem, é entoado o canto do “Popule meus”. E no domingo, 14, a liturgia apresenta uma dualidade dramática: o mesmo povo que aclama Jesus com gritos de “Hosana” e ramos de oliveira, pouco depois, pede a sua morte, gritando “Crucifica-O! crucifica-O!”.

Na Quarta-feira Santa, 17 de abril, na igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões, acontece o Ofício das Trevas, celebrado em latim e à luz de velas. Na Quinta-feira Santa, 18, na Igreja São Francisco de Assis, com os altares vazios, ocorre a cerimônia do lava-pés. E na Sexta-feira da Paixão, 19, a cerimônia do Descendimento da Cruz e a Procissão do Enterro.

Já no Sábado de Aleluia, dia 20, a população faz vigília para encher as ruas de Ouro Preto com motivos religiosos, verdadeiras obras de arte. São os tradicionais tapetes da Semana Santa, que também tem suas origens no século XVIII, quando toda a comunidade enfeitava o caminho da procissão com adornos feitos com serragens coloridas.

E no Domingo de Páscoa, 21 de abril, a mais bela e esperada procissão, com centenas de crianças vestidas de anjinhos, celebra a ressurreição de Cristo. No final desta, é oferecido aos pequenos uma tentadora recompensa pela importante participação: canudos em forma de bico repletos de amêndoas, guloseima única e exclusiva dos graciosos atores alados.

Para as celebrações da Semana Santa, a Prefeitura de Ouro Preto apóia as manifestações religiosas, por intermédio da Secretaria Municipal de Cultura e Patrimônio, e também, por intermédio da Secretária Municipal de Turismo, Indústria e Comércio, que fornece suporte estrutural, palcos e equipamentos para a realização dos eventos, e providencia a aquisição, tingimento e distribuição das serragens para confecção dos tapetes.

Zaqueu Astoni, secretário de Cultura e Patrimônio, faz lembrar que a realização da Semana Santa, com todo empenho da Prefeitura de Ouro Preto, “mostra o compromisso da administração municipal em manter viva a tradição ouro-pretana e receber bem os turistas que aqui aportam para prestigiar este momento ímpar de fé e devoção, que culmina na confecção dos tapetes, no Domingo de Páscoa”.

Para o secretário Felipe Guerra, a Semana Santa é um dos mais importantes eventos do calendário turístico de Ouro Preto: “É quando milhares de visitantes, provenientes de todos os cantos do mundo, passeiam pela nossa cidade. Movidos pela fé e pelos encantos das nossas tradições, esse fluxo mobiliza uma enorme cadeia econômica, proporcionando inúmeros benefícios para toda a comunidade”, diz o secretário de Turismo, Indústria e Comércio.

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Sexta-Feira das Dores (12 de abril)

19h00- Missa na igreja de Nossa Senhora das Dores. Em seguida, último dia do Setenário das Dores, após o qual a imagem da Virgem Dolorosa será conduzida em procissão até a igreja de Nossa Senhora das Mercês e Misericórdia (Mercês de cima). À entrada da imagem, canto do “Inflammatus”.

Sábado dos Passos (13 de abril)

19h00-Missa na Basílica de Nossa Senhora do Pilar. Em seguida, Procissão do Depósito de Nosso Senhor dos Passos até a igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões (Mercês de baixo). À entrada da imagem, canto do “Popule meus”.

Domingo de Ramos e da Paixão (14 de abril)

07h30-Início da Missa, com Bênção e distribuição de ramos na igreja de São Francisco de Assis e procissão litúrgica até a igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões (Mercês de baixo), onde se dará continuidade à Santa Missa Solene.

16h00- Missa na igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões (Mercês de baixo). Em seguida, saída da imagem de Nosso Senhor dos Passos em procissão até a Praça Tiradentes.

16h00- Missa na igreja de Nossa Senhora das Mercês e Misericórdia (Mercês de cima). Em seguida, saída da imagem de Nossa Senhora das Dores em procissão até a Praça Tiradentes.

Segunda-Feira Santa (15 de abril)

19h00- Via Sacra saindo do Espaço Celebrativo do Santuário de Nossa Senhora da Conceição e percorrendo o entorno da mesma igreja.

Terça-Feira Santa (16 de abril)

19h00- Missa na Basílica de Nossa Senhora do Pilar. Em seguida, Procissão da Soledade de Nossa Senhora, conduzindo a imagem de Nossa Senhora das Dores e revivendo a tradição de percorrer os Passos da Paixão, até a igreja de São Francisco de Assis. À entrada da imagem, canto do “Inflammatus”.

Quarta-Feira Santa (17 de abril)

19h00-Missa na igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões (Mercês de baixo). Em seguida, solene canto do Ofício de Trevas.

Sagrado Tríduo Pascal: Quinta-Feira  Santa (18 de abril)

18h00- Na igreja de São Francisco de Assis, Missa Solene “In Coena Domini” — da Ceia do Senhor — com o “Sermão da Eucaristia”, Transladação do Santíssimo Sacramento e Desnudação dos Altares.

20h00- Em frente à igreja de São Francisco de Assis, “Sermão do Mandatum” e cerimônia do Lava-Pés.

23h00- Procissão do Fogaréu - Retomando antiquíssima tradição ouro-pretana, concentração no adro da igreja de São Francisco de Assis, de onde os fiéis sairão em cortejo penitencial até a igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões (Mercês de Baixo). Lá tomarão consigo a imagem do Senhor Bom Jesus Flagelado, simbolizando Sua prisão no Horto das Oliveiras. O cortejo seguirá pelo bairro Antônio Dias até a igreja de Nossa Senhora das Dores.

Sexta-Feira Santa (19 de abril)

09h00- Na igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões (Mercês de baixo), “Sermão das Sete Últimas Palavras do Divino Redentor na Cruz”.

15h00- Na hora sagrada em que Nosso Senhor Jesus Cristo padeceu pela nossa salvação, na igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões (Mercês de baixo), Solene Ação Litúrgica: Liturgia da Palavra, Adoração do Cristo na Cruz e distribuição da Santíssima Eucaristia.

19h00- Em frente à igreja de São Francisco de Assis, apresentação do figurado bíblico.

20h00- “Sermão do Descendimento da Cruz”. Em seguida, piedosa Procissão do Enterro, conduzindo as imagens do Senhor Morto e da Virgem Dolorosa até a igreja de Nossa Senhora do Rosário.

Sábado Santo (20 de Abril)

19h00- Na igreja de Nossa Senhora das Mercês e Perdões (Mercês de baixo), soleníssima Vigília Pascal: Bênção do Fogo Novo, Preparação do Círio Pascal, canto do “Exultet”, Liturgia da Palavra, Liturgia Batismal e Liturgia Eucarística.

Domingo da Páscoa (21 de abril)

07h00- Na igreja de São Francisco de Assis, Missa festiva. Em seguida, jubilosa Procissão da Ressurreição, conduzindo o Cristo vivo e ressuscitado, presente no Santíssimo Sacramento, até a igreja de Nossa Senhora do Rosário. À chegada, bênção solene do Santíssimo Sacramento e Missa.

19h00- Na igreja de São Francisco de Assis, Missa Solene, coroação de Nossa Senhora em seu triunfo e canto do “Te Deum”, encerrando as celebrações da Semana Maior.

Álbum de fotos

Alerta Meteorológico

Estado de alerta
 
 
  
 
saiba mais

Receba notícias da Prefeitura

×